Entre mar e vento: O Clima dos Açores como agravador da servidão humana no romance «Gente Feliz com Lágrimas» (1988)

Autori

  • Ana Cristina Carvalho Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.13136/2724-4202/1423

Parole chiave:

Ecologia Humana, Ecocrítica, Climocrítica, Literatura portuguesa, João de Melo

Abstract

É feita uma análise ecocrítica de um romance português com ação nas décadas centrais do século XX e cenário num ambiente rural da costa norte da ilha de S. Miguel. Pretende-se mostrar que o clima atlântico açoriano, hoje em mudança por força das Alterações Climáticas, é um tópico literário fulcral na dramaticidade do enredo e na condição das personagens, potencialmente útil para a ecoliteracia dos leitores. Concluiu-se serem os elementos «vento», «chuva» e «frio» os mais relevantes.

Downloads

Pubblicato

2023-12-23 — Aggiornato il 2023-12-28

Fascicolo

Sezione

Monografica